Geral

Araponga provoca escarcéu na Câmara e dá a largada pro escarcéu da campanha

Veja essas e outras rusgas da pré-campanha

(Araponga) O período eleitoral em Santiago deu as caras. Começou com um belo bafafá na Câmara, com direito a farpas de todos os lados. O que me chama a atenção é o tranco cavalar dos nobres. A peleia só não teve dedo no olho.

Aliás, ninguém é de se laçar com sovéu curto. Uns a gente compra por manso, mas dão coice e pinote tipo bicho. (Na ilustração, alguém que periga não passar da véspera).

A Evinha ontem deu um tapa em dois otários, que de tão burros nem notaram. Como a maioria na casa vive só da “paga” da vereança, a “caveira” que largou foi esta: “Agora tem um edital no Banrisul que dá para ganhar uns pilas com as lives. Aproveitem!”. kkkk Cachorrada da Eva, tchê!

Os candidatos
Os candidatos à vereança vêm surgindo. Hoje soube que o Limaninha saltou fora da Rádio 99. Bom comunicador. Será que chega lá? Eu arrisco a dizer que não cruza na porteira da convenção. Pena!

Limaninha

Quem mais passa ou não passa?
Já outro jovem, o Fernandinho, desta vez deve cruzar frouxo, assim como o Márcio Brasil, que está deixando a comunicação da prefeitura. Por lá, o jornalista mostrou talento. Foi dos poucos que retratou os feitos da administração como um todo, envolvendo secretários e servidores. O forte do era envolver a cidade em suas mídias.

No PP a cousa não vai ser mansa. É muita mecha. Muitos nomes bons. Estes que aí estão, atravancando os caminho dos novatos que se cuidem.

Falando em PP, até uma sindicalista foi comprada com agradinhos e bafinhos.

Já na capenga oposição, o rumor ainda é pequeno. Ou estão afiando as navalhas ou não têm nada na agulha. Inimigo quieto é inimigo perigoso.

Vulmar e o D’Ferro. Os dois já estão na disputa interna das oposições.

O Intocável
Em breve volto com minhas histórias envolvendo antigas contendas com o ex-prefeito Vulmar Leite (MDB). Esse cara foi o grande mentor da minha carreira. O seu apelido era Intocável. Sempre adepto da teoria da conspiração, nada poderia ser dito contra.

Navalha da crítica
Coisa que o PP não faz, ou faria? Não dá para dizer. Seus membros nunca sentiram na carne o que é a navalha da minha crítica. Mas aviso: não pouparei ninguém. Portanto, está aberta a temporada de ameaças e processos.

Mandem um chasque
Também abrimos a temporada de denúncias. Falem agora ou se calem para sempre. Quem souber de alguma trambicagem, alguma denúncia de ministério público, contra este ou aquele, é só me dizer. Entre no meu face me mandem um chasque.

Logo também vou analisar a entrevista do D’Ferro. Em dois pontos ele provoca bons debates. O resto é pura perfumaria.

Eu não tenho amigos, tenho relações. Já contatos de uns querendo fu… os outros eu tenho sobra.

Não perca as próximas colunas
E se você não quiser perder nada das minhas duas colunas diárias, basta se cadastrar no site mais lido do interior do Estado. São mais de 100 mil acessos todos os dias. Aqui você paga apenas 3,90 por mês ou 21,90 por ano e tem tudo na sua mão.

Abaixo, o meme da semana. Tá perigando vir de muda.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios