Geral

Seria o caos no transporte público da capital?

O Prefeito Marchezan afirma que pode buscar apoio do Exército se empresas de ônibus suspenderem novas linhas

O prefeito afirmou que poderá buscar o apoio do Exército, caso a Associação dos Transportadores de Passageiros decida manter a suspensão de 12 linhas. Os itinerários teriam sido afetados pela redução da demanda em função das medidas de distanciamento social. (Zero Hora)
A atitude das empresas é um descumprimento de contrato, e a operação dos ônibus deve ser mantida. O prefeito destacou que o transporte público já passava por dificuldades com queda no número de passageiros e que desde janeiro há um projeto na Câmara para baratear a passagem.

Em Santiago, passageiros em pé, pode?

Desde março o transporte urbano está funcionando com horários reduzidos. No entanto, o último decreto permite passageiros em pé. Conforme o diretor André Mafini, a empresa está seguindo todas as normas que a Prefeitura estipulou, como limpeza dos ônibus e uso de máscara (para todos). Ele pede para que as pessoas voltem a usar o transporte, só assim poderá ser ampliado os horários das linhas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios