Geral

Bolsonaro e o vídeo polêmico. Se você ainda não viu, eis o resumo

O presidente quer informações dos órgãos de inteligência, xinga governadores e prefeitos

Em um trecho do famoso vídeo (fita) da reunião ministerial de 22 de abril, presidente disse: “Me desculpe, os serviços de informação nossos são uma vergonha! Eu não sou informado. Por isso, vou interferir. E ponto final, pô!”, disse, aos gritos.

“No vou esperar atingirem a família para trocar segurança”

Num dos principais trechos do vídeo, o presidente fala vários palavrões ao dizer que querem atacar a família dele para atingi-lo. “Não vou espera f… minha família ou amigo meu porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha. Vai trocar! Se não pode trocar, troca o chefe dele. Se não pode trocar o chefe, troca o ministro!”, diz em tom de raiva de frente para seus ministros.

“Não posso ser surpreendido… Tenho a PF que não me dá informações”

O presidente reclama da falta de acesso a informações da Polícia Federal e diz que vai interferir em todos os ministérios. Ele ainda critica a pressão para mostrar resultado de teste de coronavírus. “Se eu cair, todo mundo cai’, mas não vai ser por ‘babaquice de exame”, reclama ele.

“Vão me condenar por homofobia”

Bolsonaro afirma que tem certeza de que será condenado por homofobia e critica o fato de o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ter sido considerado racista após publicação nas redes sociais.

“Vou continuar indo em qualquer lugar” e “Vagabundos do STF na cadeia”

O presidente declara: “Se eu não tivesse direito de ir e vir, um prefeitinho lá do fim do mundo, um ‘jaguatoca’ de um prefeito, ia mandar prender. A Justiça tinha que se posicionar sobre isso, p…! Não admitimos prisão por parte de prefeito. Todos os ministros têm que falar isso aí”.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, faz uma defesa da liberdade e dispara: “Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

“Brasília é um ‘cancro de corrupção, de privilégio’ e que odeia o termo ‘povos indígenas’. ‘Só tem um povo nesse país (…) é povo brasileiro”, afirmou Abraham Weintraub.

Boicote à imprensa

Entre os vários pontos da reunião, chamaram atenção as críticas à imprensa e também medidas de isolamento social determinadas por governadores e prefeitos. Bolsonaro prega o boicote à imprensa e pede que todos os presentes – mais de 40 ministros, Secretários e presidentes de instituições públicas – ignorem os jornalistas.

João Doria é ‘bosta’ e Wilson Witzel, ‘estrume’

Wilson Witzel reage – O governador do RJ disse que espera que o povo entenda que o próprio presidente se vê da forma como o chamou.

Retomada do crescimento

“Se quiser acabar como Dilma, ‘a gente segue esse caminho’”, diz Guedes sobre Pró-Brasil. O ministro criticou o plano para recuperar a economia pós-pandemia com investimentos públicos. “Não vamos nos iludir. A retomada do crescimento vem pelos investimentos privados”, disse.

Reeleito – “Não pode ministro, pra querer ter um papel preponderante esse ano, destruir a candidatura do presidente, que vai ser reeleito se nós seguirmos o plano das reformas estruturantes originais”, completou.

Bolsonaro sai fortalecido?

Parlamentares da base acreditam que Bolsonaro sai fortalecido. Eles acreditam que investigação sobre suposta interferência não vai prosperar. Parlamentares disseram que o presidente reforçou valores que sempre pregou.

Presidente da Caixa disse que reagiria matando

Ainda, no vídeo, Pedro Guimarães comentou a detenção da mulher e da filha do deputado federal Luiz Lima, do PSL. As duas tinham sido detidas um dia antes da reunião ministerial na praia de Copacabana, quando furaram a quarentena para praticar natação na orla. “Se fosse minha família eu reagiria matando”.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Ei, o que vejo aqui são trechos retirados do contexto! Quanta desinformação! Quem chegar a esse artigo, por favor, permita-se assistir ao vídeo na íntegra! O verdadeiro resumo: o vídeo reelege Bolsonaro em 2022, somente defendeu o povo e quem votou nele está ainda mais convicto do acerto que fez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios