Geral

Aglomeração e maus exemplos durante a quarentena em Santiago

O domingo estava convidativo para um chimarrão e uma roda de conversa entre amigos. E foi o que fizeram os santiaguenses. Mesmo em meio à pandemia, muitos foram para a Avenida Alceu Carvalho, tradicional ponte de encontro nos finais de semana, ignorando as recomendações de distanciamento social. Rodas de chimarrão, de bebidas, pessoas sentadas na beira dos veículos, nos barrancos tomaram conta das proximidades do posto Pôr-do-Sol.

Obs: Também tem denúncias vindas do ginasião e, até mesmo, da barragem, onde muitos foram passear durante a tarde.

O Nova Pauta recebeu dezenas de reclamações. Muitos questionaram de quem é a responsabilidade de fiscalização.

“Eu estava para fora e não sei se já foi liberado o uso da máscara. Mas se ainda não foi sugiro que dê uma passadinha na avenida do posto Pôr-do-Sol, terás uma bela reportagem. Fiquei apavorada de tanta gente aglomerada e sem máscara”, disse uma leitora.

“Boa tarde. Cruzei no posto Pôr-do-Sol agora e me apavorei com a aglomeração. Peço a gentileza de fazerem o registro e ajudarem a conscientizar as pessoas da importância dos cuidados, e alertarem as autoridades para a necessidade de fiscalizar e coibir esse comportamento. Obrigado!”, informou o leitor Diego Fiorenza.

“Onde estão as mesmas autoridades que fiscalizam os estabelecimentos? Neste domingo, dia 17, ninguém usando máscara, aglomeração de muitas pessoas que bebem, escutam som alto e fazem sua festinha como se nada tivesse acontecendo”, escreveu outro leitor ao Nova Pauta.

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Talvez, e que não aconteça, se houver aumento dos índices de contaminação no RS, e se essa coisa viesse a se instalar em Santiago, gostaria de saber se esses inconsequentes, irresponsáveis e iludidos seriam os primeiros a reclamarem por atendimento… isso é o povo, os ignorantes, os ILUDIDOS de que estão “livres” de serem acometidos por alguma coisa. Acho que faltou um megafone por parte da Brigada Militar ou Bombeiros para uma atitude mais enérgica a respeito, com aplicação de multa se fosse o caso para dispersar essas pessoas que não têm respeito pela saúde pública. Vejo também, que QUANTO MENOR A INCIDÊNCIA DE CORONAVÍRUS EM CERTOS LUGARES AÍ SIM QUE SE DEVERIA APERTAR O CERCO E FAZER EXERCER DISCIPLINA, porque se deixar à vontade o povo toma conta e não tem mais remédio!!!

  2. Não estou mais morando em Santiago mas meus familiares permanecem ai por isso acompanho através das redes sociais e da mídia local, as ações da Prefeitura e SMS em combate as diversas doenças no município, em especial, a essa pandemia. Sempre elogiei o trabalho deles porém frente a essa reportagem, me envergonho de ver que a população não está preocupada com o bem de um todo, não estão preocupados com as condições do nosso hospital para prestar atendimento de qualidade a quem contrair esse Vírus e agravamento dessa doença. Contudo, aposto que dentre esses, estão aqueles que criticam Prefeito, Secretário de Saúde e administração hospitalar. Para esses, nada do que for feito agrada mas contribuir, que é bom, nada.
    Entendo que não está fácil, eu mesma ja estou a quase 3 meses trancada dentro de um apartamento com uma criança de 7 ano, somente meu marido sai para trabalhar e fazer as demais necessidades na rua… da vontade de sair, dá… cansa ficar só dentro de casa, cansa… mas o momento é de pensar mais no próximo. Isso não é férias mas infelizmente algumas pessoas estão tratando como se fosse.
    Para resumir, é lamentável essa atitude dos munícipes santiaguenses.

    1. Indiferentes enquanto não bater na porta da casa deles, daí quero ver se reunirem para uma mateada na frente da casa do amigo contaminado!

    1. Falta de costume em mostrar poder, autoridade… tem até policial que tem medo de enfrentar uma bate-boca, tem muitos profissionais da segurança que não são capazes de dispersar grupos de alunos, adolescentes, e aí vai se querer que passe a atuar numa extensão de rua dessas, lotada??? Para aumentar um pouco os cofres públicos, uma saída era MULTAR SEM PENA E DÓ essas arruaceiros, motoristas defasados, carros irregulares, que, convenhamos, tem aos montes por aí e prova disso são os acidentes causados. Passou da hora da brigada meter terror nessa história, até muita gente perdeu respeito sobre eles, desmoralizados pensam muitos e riem ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios