Geral

RESUMÃO DO DIA

Sábado, 04 de abril

Brasil atinge 10.278 casos de coronavírus e 431 mortos.

Nos próximos dias, os números devem crescer rapidamente por causa do maior número de testes que estão sendo realizados pelos Estados. O Brasil ultrapassa a marca de 10 mil pessoas contaminadas. A taxa de mortalidade é de 4,2%. Foram 72 mortes e 1.222 novos casos registrados nas últimas 24 horas.

No mundo – São quase 65 mil mortos no mundo. Os casos de infecção sobem para 1,2 milhões em 190 países e territórios.

Profissionais de saúde
Mais de 1,7 mil profissionais de saúde são contratados em São Paulo. Na segunda-feira, o hospital de campanha do Pacaembu deve começar a receber as primeiras pessoas em tratamento.

Carreatas pedem reabertura de comércio
Em várias capitais, como em Brasília, muitos carros participaram de mobilização. No carro de som um homem gritava palavras de apoio ao ato. Neste sábado, as feiras voltaram a funcionar na capital federal. O acesso de clientes em duas delas foi organizado, com filas, pessoas entrando uma por vez, com álcool gel no acesso e controle pelos bombeiros.
Em Porto Alegre uma carreata reuniu 90 carros.

São Paulo permite trabalho em escritórios
Comitê de Operações de Emergência do estado publicou exceções às medidas de isolamento para escritórios de advocacia, contabilidade, funcionamento de prédios comerciais e lojas de peças e acessórios para veículos automotores.

O perigo do não isolamento
Pesquisadores calculam 41 mil casos no Brasil até o dia 20. Se as medidas de isolamento forem suspensas ou se a adesão da população diminuir muito, o Brasil pode seguir o cenário dos EUA, chegando a 267 mil casos.

Bolsonaro e as redes
O pronunciamento do último dia 24, em que Bolsonaro defendeu o isolamento social apenas para pessoas do grupo de risco, causou aumento do número de seguidores cerca de dez vezes maior do que a média, o maior aumento desde março do ano passado.

Mercado Público de Porto Alegre
amplia horário de atendimento

O local estava funcionando em horário reduzido, mas agora ficará aberto das 7h30 às 21h na semana anterior à Páscoa. O decreto da prefeitura permite que as lojas funcionem com tele-entrega e modelo pegue e leve.

Ministério Público pede que
Justiça reverta prisão domiciliar

No entendimento dos promotores, é um contrassenso permitir que presos provisórios ou definitivos que já estão em isolamento saiam do cárcere.
Quase 2 mil apenados foram para a prisão domiciliar concedida por causa do coronavírus. Um zemplo é um condenado a 57 anos por homicídios qualificados, tráfico e outros crimes. O Ministério Público quer reverter a decisão da Justiça, pois alguns presos estão os mais perigosos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios