Geral

A alegria durou pouco

Cai a liminar que suspendia
cobranças dos consignados

A Justiça afirmou que o Banco Central tem autonomia
A Justiça derrubou a liminar que suspendia a cobrança de empréstimos consignados de aposentados do INSS e de servidores públicos durante a pandemia. O recurso do Banco Central foi acatado. De acordo com o desembargador Carlos Augusto Brandão, o Banco Central tem autonomia e a intervenção do poder Judiciário em sua atuação só se justificaria “quando demonstrada inércia da autoridade competente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios