Sai a primeira vacina experimental contra o coronavírus

Mesmo que os resultados sejam positivos, o medicamento só deve ser disponibilizado no ano que vem

EUA – O governo anunciou que um paciente recebeu a primeira dose de uma vacina experimental. A pesquisa envolve 45 voluntários jovens e saudáveis. Essa vacina não contém o vírus. Por isso, os voluntários não podem ser contaminados. Normalmente, o medicamento apresenta o microrganismo “morto”. Assim, estimula o corpo na criação de anticorpos. Ao invés disso, a vacina utiliza engenharia genética, que aproveita as células do corpo para produzir pequenos pedaços de vírus que são  reconhecidos pelo sistema imunológicos.

A injeção carrega um trecho específico do RNA mensageiro, que construiria um receptor na superfície do vírus, permitido que o sistema imunológico o atinja.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios