Entre as crises, mais uma; a ciumeira de Bolsonaro

“Michelle Bolsonaro, 37 anos, demonstra certo desconforto no casamento. Foi sozinha à festa de casamento da deputada Carla Zambelli, na sexta-feira 14. Na véspera do Natal, resolveu fazer uma cirurgia nos seios, e o marido viajou para a praia na Bahia. Nos últimos meses, viajava sozinha pelo País com o ministro Osmar Terra, que acaba de cair. Agora, Bolsonaro resolveu vigiá-la de perto e instalou-a na Biblioteca do Planalto”, escreveu o jornalista
Germano Oliveira, a revista ISTOÉ.

“O marmanjo” 
Aqui na região Osmar Terra é muito amado. Dezenas de vezes ajudou nosso hospital. Um cara centro por cento.  Ele sós e aproximou da primeira-dama por admiração e também por querer chegar ao ministério da Saúde. Deu errado. O resumo da ópera foi uma crise de ciúme do presidente e Osmar caindo por terra. O presidente não tolera “o marmanjo”.


Terra nega envolvimento 
O deputado federal Osmar Terra negou o suposto caso extraconjugal. Em uma nota publicada no Twitter, o ex-ministro escreveu: “A matilha se superou, também me agredindo e àquilo que tenho de mais sagrado: a minha família e a minha integridade moral. É o lixo da esgotosfera nas redes e em setores da imprensa. Não conseguirão nos constranger”.

O boato ou o fato?
O boato surgiu depois que uma nota do jornalista Germano Oliveira, da revista Isto É. “O esforço de Bolsonaro para vigiar a mulher de perto”.  (Nota cima)
O ex-ministro da Cidadania foi demitido na semana anterior ao Carnaval. Para compensá-lo, o presidente o escolheu como novo líder do governo na Câmara.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios