Polícia investiga suspeita de corrupção contra o chefe de comunicação do Planalto

Dentre as emissoras que estariam tendo vantagem surgem os nomes da Record e da Band
O investigado é chefe de Comunicação da Presidência da República (Secom), Fábio Wajngarten, que também é sócio da empresa FW Comunicação, a qual obtém dinheiro de emissoras de TV. Dentre essas emissoras estariam a Record e a Band, além de agências contratadas pela Secom, ministérios e estatais do governo. Depois que Wajngarten assumiu, as clientes passaram a receber quantias de verba maiores de propaganda da secretaria. Ele nega.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios