Para não ter derrotas no Congresso, o governo precisa consagrar a paz

Interlocutores de Bolsonaro negociam um entendimento para que a paz volte a reinar entre os dois lados
Em vez de alimentar a crise política, o governo Bolsonaro deveria trabalhar pela conciliação. A primeira é evitar a convocação do ministro Augusto Heleno, para explicar o que quis dizer com a acusação de que o Congresso estava chantageando o Planalto. O governo vai procurar o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para tentar um acordo que evite a ida do ministro Heleno ao Congresso, pois o clima  poderia ficar ainda mais tenso. A segunda missão é garantir o cumprimento do acordo para votação dos vetos presidenciais.


Dinheiro a caminho – Em troca, o Congresso devolveria para o governo R$ 15 bilhões dos R$ 30 bilhões destinados para emendas de relator e de comissões aprovados no ano passado.

“Críticas são ‘ilações'”  
Bolsonaro é fortemente criticado após divulgar vídeo com chamado para manifestação
Decano do STF, FHC, Maia e partidos políticos condenaram a atitude. Presidente reagiu e disse que críticas são ‘ilações’. Na quarta (26), após as críticas, Bolsonaro foi às redes sociais e, sem desmentir o vídeo, atribuiu as reações a tentativas de tumultuar a República.

‘Regime em que só um poder detém chama-se ditadura’, diz deputado Molon
O líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon, disse isso sobre a declaração de Bolsonaro que incentivou um protesto contra o Congresso e o STF no próximo dia 15 de março. ‘O presidente da República não pode jogar a população contra os outros poderes. O regime em que apenas um poder detém todas as decisões chama-se ditadura. E nós não queremos uma ditadura no Brasil’, afirmou o parlamentar.

Aliança pelo Brasil já admite 
não participar da eleição de 2020
Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia validado apenas 3.334 assinaturas até quarta, 26. São necessárias 492 mil para obtenção do registro. A menos de 40 dias do prazo para que os partidos obtenham registro, a cúpula da Aliança pelo Brasil, sigla que o presidente Jair Bolsonaro tenta criar, admite que não vai conseguir participar das eleições deste ano, destaca o jornal O Estado de S. Paulo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios