Giro crítico e noticioso

Chega de roubar grana, o negócio é roubar grama 
Cem metros de grama foram levados de uma das mais belas avenidas de Passo Fundo. A retirada foi feita em diferentes pontos. Os larápios pegaram a grama mais nova, recém colocada.

Obs.: Deu na Rádio Santiago que uma capivara foi encontrada morta no Parque Zamperetti. Foram os cães? O cercamento está sendo providenciado pela prefeitura para dar maior proteção ao animais.


Paiol Paulo Guedes
Considerado um dos responsáveis pela vitória de Bolsonaro e escalado para ser o superministro da gestão do ex-capitão, Paulo Guedes tem marcado sua passagem pelo ministério da Economia mais como um paiol de declarações bombásticas do que como “posto Ipiranga”, aquele que tem resposta para todos os desafios da economia, como foi rotulado pelo presidente. (Sul 21)

Doméstica na Disney
Há pouco Guedes chamou o servidor público de parasita, tudo bem, se retratou. Acontece! Agora disse que tem empregada doméstica indo para Disney e que o dólar alto (4.30) serve ao turismo interno. Ótimo! Só que o dólar tem que ser bom para todo mundo, não só para um setor.
Obs. Uma diária de um pacote pra Disney custa 9 mil; para Foz do Iguaçu, 3 mil.

Deus proteja o Queiroz
O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) pediu ao ministro Moro para colocar o ex-assessor de Flávio Bolsonaro na lista de proteção à testemunha. Tem medo que alguém chame o Queiroz no estanho, como fizeram com um certo capitão Adriano. “O Queiroz pode ser morto. Quero ouvir o que tem a dizer sobre as rachadinhas antes que o matem, como apagaram o arquivo de Adriano”, aconselhou o parlamentar.

Onyx e Terra em maus lençóis

Não vai ter guerra, mesmo assim, Bolsonaro chamou o general Walter Braga Netto, que comandou a intervenção no Rio em 2018, para o cargo de ministro da Casa Civil. Onyx Lorenzoni deverá ser deslocado para o Ministério da Cidadania, hoje comandado por Osmar Terra. Um importante auxiliar de Bolsonaro definiu Braga Netto como “um homem muito preparado” e fará no governo o que faz no Exército.

Terra pode cair por terra?
As mudanças ocorrem após denúncias envolvendo o Ministério da Cidadania, comandando por Terra, que contratou a Business to Technology (B2T), empresa suspeita de ter sido usada para desvio de 50 milhões no extinto Ministério do Trabalho. O ministério ignorou alertas sobre suspeitas. Terra precisou dar esclarecimentos a Bolsonaro.  Já Onyx vinha assistindo ao esvaziamento de seu ministério.

Veio da Havan de bolso cheio
Lojas Havan em Ijuí ultrapassam a meta de vendas que era de sete milhões. Isso significa que o resto do comércio amargou muito com a chegada desse senhor chamado Veio da Havan. Pergunto: essa loja seria bem-vinda em Santiago, amigos apaixonados pelo Veio da Havan?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios