Giro crítico e noticioso

CAI CAI OU NÃO CAI?
Todo santo dia é dia do nosso deputado Marcelo Brum se segurar na cadeira. O outro gaúcho, Onyx Lorenzoni, cedeu sua vagada ao santiaguense e ficou tudo bem. Tivemos o primeiro deputado federal da história da cidade, só que essa novela do cai não cai já está enchendo a paciência dos eleitores.

Marcelo conseguiu muitas emendas para Santiago, porém a sua popularidade não quer saber de emendar numa fase boa… 

Esqueceram de mim
 Aqui na aldeia, o ex-prefeito Júlio Ruivo falou na Rádio Nova Pauta e disse que não é um ex-prefeito, é um “exquecido”. O progressista chorou as pitangas  para a nossa “Marília Gabriela tupiniquim”, a jornalista Sandra Siqueira em A Pauta é, pela 100.7.

Supersincero
O que mais me encanta no Ruivo é a sinceridade. Confessou que se sente só, abandonado, excluído. Aí a atenta jornalista questionou se ele não tem um cargo de assessor com um bom salário. Sim, ele disse, mas isso é um “prêmio de consolação”.

Chora, meu louro!
Bom, se um salário de 17 mil é consolação, que tal seria se ganhasse menos. Esmola?

Enquanto isso, Tiago goza férias
O prefeito Tiago segue em férias. Ele segue gozando enquanto o vice Cláudio Cardoso desfruta da sua cadeira. Aliás, essa cadeira é boa no começo. Depois ela causa uma doença chamada  de “abstinência do poder”, poder de mando…

Política da cachacinha 
Muitos falam da política e não vivem sem ela. Marcelo Brum quer lançar a  esposa de vice do Bianchini. Aliás, falando em Bianchini, esse foi o mesmo que disse certo dia que vivia melhor sendo assessor do que deputado, pois a derrota lhe tirou um peso dos ombos.

Que bom que o peso saiu e ficou a grana no bolso como assessor parlamentar ou seria assessor “para lamentar”? 

Marco Peixoto
Há pouco o nosso conselheiro Marco Peixoto foi notícia no Expresso porque recebeu uma gorda indenização do poder público. Ele me disse que seus 700 e poucos mil dizem respeito ao prazo de 30 anos, como deputado e conselheiro. São férias e licenças-prêmio não gozadas que o TCE pagou numa tacada só. Ano que vem essa lei da licença não vale mais.

Falando cara a cara com o Peixoto, ouvi dele o seguinte: existe alguém que tenha aberto mão de um direito adquirido? Eu disse que em 30 anos de jornalismo eu nunca vi.

PUBLICIDADE:
REVENDA DE CLIMATIZADORES

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios