DE OLHO NA RUA

Que tal fazer esse serviço 
nem que seja por um dia?
Santiago – Muitos se queixam do sol, do calorão, da falta de folga e pensam que a vida só lhes bate na cara. Mas e que tal é a vida da dona Ana Ferreira, 55 anos, que em pleno meio-dia foi flagrada carregando seu carrinho abarrotado de lixo recolhido nas nossas casas? Graças a pessoas assim, a cidade segue limpa. Graças ao lixo que ela recolhe, sua família segue alimentada. É cadeia dos contrastes sociais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios