Coronavírus: Santiago também tem um caso suspeito

Agora são 24 suspeitos em oito cidades gaúchas 

O Ministério da Saúde divulgou que são 132 casos suspeitos em todo o país e apenas um confirmado em São Paulo. No RS são 24 suspeitas e nenhum caso confirmado.

A Secretaria Estadual da Saúde divulgou que a maioria dos casos é em Porto Alegre. Após voltarem de viagem à Europa (a maioria da Itália e uma minoria, da França) eles manifestaram febre e problemas respiratórios.

Os demais casos são em Santa Maria, São Gabriel, Canoas, Farroupilha, Montenegro, Palmares do Sul e Passo Fundo.

Caso de Santiago
A esposa apresentou febre procurou o médico da família para uma consulta e relatou a viagem que coincidiu com a epidemia na Europa, em especial,  a Itália (de onde veio o paulista infectado – primeiro caso Brasileiro). Os dois estão recolhidos em domicílio com acompanhamento e monitoramento da vigilância.

Santiago prepara plano estratégico

Na tarde dessa quinta, 26, os órgãos de Saúde se reuniram para traçar  e detalhar o plano estratégico de ação em caso de contaminação. A direção do hospital e secretaria de Saúde, a exemplo do prefeito Tiago Gorski, tranquilizaram a população dizendo que Santiago está preparada para agir. Eles também alertaram para os cuidados com a higiene. 
Ao surgir qualquer sintoma, a recomendação é que procure um posto de saúde.

NÚMEROS PODEM SER MAIORES
De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabardo, os números não são definitivos e devem ser muito maiores. Ainda há 213 casos em que os estados mandaram para o Ministério da Saúde, mas que ainda não foram atualizados. “O número de casos suspeitos ainda pode aumentar. Podemos chegar a 300”,   afirma o secretário-executivo.

Sem roda de chimarrão
O ministro Luiz Henrique Mandetta sugeriu para evitar de compartilhar o chimarrão. “Não somos contra o chimarrão. Basta que as pessoas usem a sua bomba e a sua cuia de chimarrão. Isso vale para o cafezinho e vale para a água – ressaltou o secretário-executivo”, disse.

Equipamentos de segurança
Segundo Gabbardo, ainda não há falta de equipamentos de segurança, porém, já houve a licitação de vários itens.

PUBLICIDADE:
RESTAURANTE DO MÁRIO

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios