Mulher trans é morta a facada em Santa Maria

Verônica de Oliveira, de 40 anos, foi abordada na rua por um homem, em um carro. Eles teriam tido uma divergência em relação ao valor de um programa. A vítima foi chamada pelo indivíduo, o qual queria fazer um programa com alguma integrante do grupo. Ela e as demais não concordaram com o valor ofertado. Iniciou-se uma discussão. O homem foi ao seu carro pegou uma faca e atacou Verônica. Verônica Oliveira era uma liderança da comunidade LGBTQI+ no estado. Foi madrinha da Parada da Diversidade de Santa Maria e era a proprietária de um alojamento de transsexuais.
Esta é a terceira transexual morta em Santa Maria neste ano. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios