Giro crítico e noticioso

Será o fim dos cobradores 
de ônibus na capital?
O centro de Porto Alegre virou um “caos” na manhã desta segunda, 9. Um grupo de rodoviários fez protesto contra o projeto da prefeitura que prevê a retirada de cobradores dos ônibus. O projeto desobriga os coletivos a circularem com cobradores entre 22h e 4h, além de domingos, feriados e dias de passe livre.

Os manifestantes interromperam o fluxo em alguns corredores de coletivos e o trânsito ficou em lentidão em diversas ruas. Só pelas 10h30min o protesto foi finalizado.


Obs. Muitos que saíram às 7h para o trabalho ficaram por três horas dentro dos ônibus ou seguiram a pé. (Foto: Zero Hora)


Uma realidade cada vez mais 
presente entre nós
Essa realidade da capital deve se espalhar em todo o Estado. Em Santiago mesmo, está cada vez mais alto o custo de uma frota de ônibus devido a vários fatores: combustíveis, manutenção e gratuidade de passagens para várias classes sociais. O resultado; ou sobe o preço para o trabalhador que precisa usar ou se baixa custos. Uma das saídas é eliminar a figura do cobrador. 

Obs. A tendência da máquina substituir o homem  é realidade em muitos setores.

Moro ultrapassa 
Bolsonaro em popularidade
Em um ano, o ministro Moro se afirma acima de Bolsonaro e como ministro mais popular, diz pesquisa do Datafolha. À frente do Ministério da Justiça, ex-juiz é aprovado por 53% dos que dizem conhecê-lo mesmo após recuos e derrotas. 
Enquanto isso, o presidente Bolsonaro tem 30% de ótimo/bom, 32% de regular e 36% de ruim/péssimo.  A pesquisa ouviu 2.948 pessoas em 176 municípios.

Ainda, segundo a pesquisa, Moro e Guedes têm alta aprovação entre ricos e baixa entre pobres. A ministra Damares Alves é a única com maior aprovação entre pessoas com renda mais baixa 


Obs. Até quando o presidente vai aguentar essa “sombra” do Moro em seu calcanhar visando a próxima eleição? Como já brigou com meio mundo, a dúvida é inevitável. 

Vivaldino Bonotto e 
esposa ganham estátua
Santiago – Na abertura da Festa Campeira na sede do CTG Coxilha de Ronda, houve a entrega do monumento em homenagem ao agropecuarista Antônio Vivaldino Bonotto e sua esposa Catharina. Depois também aconteceu a inauguração do pórtico. Foi um  reconhecimento do Sicredi a todos os envolvidos, principalmente pela contribuição desse casal ao tradicionalismo.
Obs. O evento teve a presença de familiares, autoridades e comunidade regional.

Troca-troca no governo Tiago
O vereador Davi Vernier (PP) é o novo secretário de Planejamento. A também vereadora Cleusa Canterle volta para a Câmara. Ela estava na secretaria desde 2017, quando acabou cedendo sua vaga ao suplente Pelé. Na foto; o prefeito Tiago, Davi, Cleusa e o vice-prefeito Cardoso. 

Governo gaúcho quita salários 
de outubro nesta semana
A folha de novembro começa a ser paga no dia 16 de dezembro. Até agora foram pagos os valores de quem recebe até 3,6 mil líquidos. Na quarta (11), haverá novo depósito de R$ 3,9 mil – quitando os vencimentos de quem recebe até R$ 7,5 mil. Já o pagamento integral da folha relativa a outubro ocorrerá na sexta (13).


E a maconha nas universidades?
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, terá de explicar aos deputados por que acusou universidades federais de cultivarem plantações de maconha e produzirem drogas sintéticas. Weintraub foi convocado pela Comissão de Educação. A audiência está prevista para a próxima quarta (11).
Obs. Em vez de tocar os projetos, vai dar mais uma explicação. E a educação, óh!


Alta da gasolina. 
Em Santiago já passa dos 5 reais
A média da gasolina comum é de R$ 4,93. A aditivada já está R$ 5,029. O preço mais baixo foi constatado no Posto do Flávio (Ipiranga) a comum está a R$ 4,82.  

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios