É muita laranja fora do cesto

A existência de um “laranjal” nas eleições de 2018 chamou a atenção. A Polícia Federal investiga 221 laranjas.

No que virou o PSL?
O desvio de dinheiro público usando por candidaturas “laranjas” já rendeu 221 inquéritos, principalmente no PSL, ex-partido do presidente Bolsonaro. (Na foto, Bolsonaro e Bivar, antes da briga) 

Mulheres laranjeiras
As irregularidades ocorreram em 2018, a primeira vez em que as legendas tiveram de repassar 30% dos fundos partidário e eleitoral para mulheres. Há a preocupação de que a prática se repita no ano que vem, quando os partidos devem ter acesso a 3 bi e 800 milhões de fundo eleitoral, mais que o dobro da campanha passada.

Até ministro envolvido
Há suspeitas sobre candidaturas de fachada para irrigar outras campanhas e beneficiar o presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, que comandava o partido em Minas.

Obs. Quantos desse partido pregaram moral e agora ou estão fora ou estão sendo alvo de investigação? 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios