Caminhoneiros ameaçam paralisação

Uma nova paralisação pode ter início em várias regiões do país. O movimento, porém, está dividido em relação à greve.
A mobilização é apoiada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logísticas, instituição ligada à CUT.
Uma das pautas é o reajuste do piso mínimo do frete, o que, segundo líderes da classe, já tem o compromisso do governo de ser feito em 20 de janeiro do ano que vem. Sua expectativa da classe é que esse aumento fique entre 14% e 18%. Outras negociações estão em andamento ainda para tratar do preço do diesel.

Em Ijuí, no trevo da RS-522 com BR-285, os manifestantes estão montando barracas. Há caminhões e máquinas agrícolas no local.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios