Greve dos professores atinge 93% das escolas da região

Conforme o Núcleo do 29º Cpers, que abrange Santiago,
Capão do Cipó, Jaguari, Nova Esperança, São Vicente e Unistalda, a greve atinge
(parcialmente no integralmente) 93% das escolas. A paralisação começou na
segunda, 18, por causa do pacotaço do governador Eduardo Leite, que prevê
alterações no plano de carreira dos professores, no estatuto do servidor
público e na previdência estadual. O Cpers decretou greve por tempo
indeterminado, até que o governo reabra negociação com a categoria.
Conforme Leandro Wesz Parise, diretor do Cpers, nas 24
escolas da região (rurais e urbanas), 10 estão fechadas, 12 com atendimento
parcial e somente duas estão funcionando normalmente. A tendência é aumentar a adesão no decorrer da semana. 
Em Santiago, nenhuma escola está funcionamento 100%. Monsenhor Assis, Cândido e Alceu Carvalho estão totalmente paradas. Nas demais a greve é parcial. 


Apoio dos vereadores
O Cpers está intensificando o pedido de apoio nas Câmaras, para que os vereadores  assinem uma moção de apoio às novas pautas. Na segunda, 18, esteve no Legislativo santiaguense, que já havia aprovado, em São Vicente e Jaguari. Nesta terça visita Capão do Cipó. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios