Bolsonaro volta a mencionar termos da ditadura em defesa do dono da Havan

Bolsonaro quer “ponta da praia” para servidores de órgãos federais ambientais. 

“Ponta da praia” era o local era destinado à execução da ditadura militar no Rio. “Eu tenho ascendência, porque os diretores, o presidente têm mandato, porque se não tivessem, eu cortava a cabeça mesmo. Quem quer atrapalhar o progresso vai atrapalhar na ponta da praia, aqui não”, disse o presidente.

Ele falava sobre a dificuldade do dono da Havan, Luciano Hang, em conseguir uma licença ambiental para construção de uma loja em Rio Grande (RS).
Obs. “Ponta da praia” foi uma gíria dos militares sobre uma base para a execução de presos políticos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios