Assembleia do Cpers termina em confronto com a polícia

O protesto de professores e outros servidores públicos contra o pacote do governador Eduardo Leite (PSDB), no Centro de Porto Alegre, teve confronto entre manifestantes e Brigada. Onze pessoas ficaram feridas e foram levadas ao Hospital. O Cpers diz que, entre elas, estão três membros da direção central.

A intervenção da tropa de choque iniciou quando alguns grevistas derrubaram a barreira e tentaram entrar junto à comissão de negociadores. Os policiais usaram gás de pimenta e golpes de cassetete para conter as pessoas que tentavam entrar no prédio.

Na confusão, a presidente do Cpers, Helenir Aguiar Schürer, diz que foi atingida na cabeça. Ela se reuniria com o secretário-chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, que representava o governador Eduardo Leite.

Os manifestantes se reuniram no começo da tarde para uma assembleia geral. Além do Cpers, outros seis sindicatos de classe aderiram à manifestação. Desde o dia 18, professores da rede estadual aderem à greve, que já dura mais de uma semana. Sem acordo algum, a greve deve ser mantida nos próximos dias.

No final da tarde, o governo do Estado publicou uma nota oficial em seu site em que “repudia publicamente a lamentável tentativa de invasão do Palácio Piratini”. (Fonte G1).


Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios