Áudio contradiz o porteiro do caso Marielle

Ele pode ser processado por falso testemunho

O Ministério Público do Rio informou que o depoimento do porteiro do condomínio do presidente Bolsonaro sobre a liberação da entrada do ex-PM Élcio Queiroz não é compatível com a gravação da chamada feita pelo interfone da portaria. O áudio mostra que quem autorizou a entrada de Élcio foi o sargento aposentado da Polícia militar, Ronnie Lessa.

O sensato Mourão
“Perturba o serviço, mas não é suficiente para derrubar o governo”
O vice-presidente no cargo de presidente considerou o depoimento do porteiro do condomínio de Bolsonaro muito fraco, porque o presidente estava em Brasília quando o porteiro teria dito que falou com o senhor Jair pelo interfone. Para Mourão, não era o caso de ter feito um escândalo todo em cima desse caso.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios