Reforma da Previdência pode tirar filantropia de universidades e hospitais

A diretora Michele Beltrão está preocupada.
Caso esta medida passe, a URI sofreria grande abalo. 

Tais entidades são beneficentes, sem fins lucrativos, de assistência social, saúde ou educação

O relator da reforma da Previdência, senador Tasso Jereissati, sugeriu que se acabe com a isenção de contribuição ao INSS de entidades filantrópicas, como hospitais e universidades particulares.

Hoje, em troca dessa isenção, as entidades oferecem atendimentos pelo SUS ou bolsas de estudo e afirmam que o benefício gerado à população supera o valor que seria arrecadado.

Segundo as contas de Jereissati, se essas entidades contribuíssem, a Previdência arrecadaria 60 bilhões em dez anos.
O relatório ainda pode sofrer mudanças até a semana que vem

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios