Horário corrido na Saúde gera reclamações

Santiago – A implantação do turno único na Prefeitura acabou atingindo a
área de saúde, considerado serviço essencial. As reclamações são de pessoas que
consultam à tarde e precisam esperar pelo dia seguinte para retirar seu
medicamento na farmácia básica do município, que está atendendo até as 14h. O vereador Gildo Fortes (PP) foi quem falou do problema e pediu para que os demais aprovem a volta
ao horário normal, até as 17h30.  Clairton Pivoto (PSDB) também tocou no assunto. O vereador Décio informou que os vereadores já
haviam pedido ao prefeito Tiago para ele conversar com o secretário da Saúde, Éldrio Machado, sobre
a possibilidade de manter o atendimento na secretaria de Saúde em dois turnos.

CONTRAPONTO
Filas não são em busca de medicamentos
De acordo com o secretário Éldrio Machado (Saúde), as filas mostradas nas fotos neste site, se referem à busca de fichas para a fisioterapia (realmente foi muito grande o movimento nesta manhã atípica)  e não de pessoas em busca de medicamentos. Nota-se, inclusive, que estão todos de costas para a farmácia. Para o secretário e o prefeito Tiago, mesmo entendendo não haver necessidade de alterar esse horário na farmácia básica, a pedido dos vereadores o caso será reestudado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios