“Os caras vão morrer na rua igual barata, pô”

O presidente Bolsonaro defendeu uma ampliação do excludente de ilicitude para pessoas na defesa de
suas vidas e propriedades, argumentando que a medida ajudaria a reduzir a violência. “A partir do momento em que eu entro no excludente de ilicitude, defendendo a minha vida e a de terceiros, a minha propriedade ou de terceiros, o meu patrimônio ou de terceiros, a violência cai assustadoramente. Os caras vão morrer na rua igual barata, pô, e tem que ser assim”, declarou o presidente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios