A foto que virou símbolo das queimadas

MATO GROSSO – A imagem de um bombeiro dando água a um tatu que havia fugido de um incêndio no Mato Grosso se transformou em um dos símbolos das queimadas na Amazônia. Até quarta-feira (21), o Brasil já havia registrado 74,1 mil focos de incêndio apenas neste ano; aumento de 84% em relação aos 40,1 mil focos de incêndios de 2018.

Mas os bastidores da foto, contam uma história diferente. O sargento Pedro Ribas Alves diz que a foto foi “politizada” e tirada de contexto. “Sou eleitor de Bolsonaro. Fiquei um pouco chateado porque a foto vem sendo usada para denegrir o presidente”.

“Essa nunca foi minha intenção e não tirei essa foto para aparecer. A imagem foi tirada de contexto. Aquele incêndio não foi criminoso, não tinha nada a ver com desmatamento ilegal ou com a Amazônia. Aqui é cerrado”, diz ele.
A foto foi tirada em Nova Mutum, a 230 km de Cuiabá.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios