No dia 26, veremos…

(J.Lemes) Quando a gente pensa que o presidente Bolsonaro vai alinhar, ele diz, desdiz e torna a dizer as mesmas coisas. Ou seja, ataca um e outro grupo e demais pessoas de forma gratuita. Estadista não pode sair xingando. Se na campanha deu certo, agora é governar para todos e dar exemplos.
Antes ele disse que se os filhos devessem, que pagassem. Agora, investigar os filhos é perseguição contra ele. Está usando os mesmos artífices do velho Lula.
Esse apoio que pede à população para poder governar, pode dar certo. Acaso não dê, aí serão os mortadelas e massas de manobra que terão impedido o povo de ir às ruas lhe render apoio. Estou vendo outra fábrica de boataria logo adiante.
Cuidado! As coisas ficarão insuportáveis para um ex-candidato que semeou ódio e que agora tenta governar sem largar essa mágoa, levando a outros a pensarem como ele. No dia 26, veremos.

Janaina Paschoal, deputada estadual (PSL-SP) já alertou o presidente que, caso as ruas estejam vazias no dia 26, ele terá de parar de fazer drama.

Enquanto isso, Lula segue apaixonado
O ex-presidente Lula (73 anos) planeja se casar assim que estiver em liberdade. A revelação foi do economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, que esteve com ele em Curitiba. A namorada de Lula é de São Paulo e tem uns 40 anos. Ela  visita o ex-presidente com frequência. O relacionamento seria anterior à prisão.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios