Santiago se agiganta com a vinda da Coopatrigo

(João Lemes) A cada ano, Santiago ganha dezenas de empresas. Diretores e empresários descobriram a polaridade regional de Santiago, sua força motriz para gerar a economia e o grande capital que circula todo mês. Um efeito dominó ao contrário. Um fato engrena noutro e mais empresas têm a mesma iniciativa.

Inauguração do Centro Agropecuário
Hoje visitei a direção da Coopatrigo e sua gigantesca estrutura. Falei com o assessor de comunicação Roberto Marques e o presidente Ivo Batista, os quais estão eufóricos com a inauguração do Centro Agropecuário, dia 17 de maio. O moderno prédio foi construído às margens da BR 287, saída para São Borja, em um investimento de 4 milhões e meio. O projeto completo prevê investimentos que podem chegar a 10 milhões.

30 milhões aos associados
Segundo Ivo Batista, a Coopatrigo é uma rara cooperativa nacional que consegue distribuir uma média anual de 30 milhões de reais aos seus associados, fora toda a estrutura e garantias que coloca à disposição.

Ele ressalta a importância da presença de uma cooperativa assim para gerar emprego, aquecer a economia e, de quebra, regular mercado com uma concorrência saudável e ética.  

Gigantesca estrutura
A unidade de Santiago terá toda a estrutura para servir ao produtor, com quatro setores de comercialização; terá toda linha de insumos agropecuários, implementos agrícolas, produtos veterinários, venda de pneus, balanceamento etc.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios