Padre pedófilo dirigia colégio para crianças em situação de risco

Porto Alegre – O padre Evair Heerdt Michels, da congregação Josefinos de Murialdo armazenava e transmitia imagens de sexo ou pornografia envolvendo criança ou adolescente. A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público. Ele foi afastado das funções na congregação desde o ano passado. O processo tramita na 6ª Vara Criminal de Porto Alegre.

A Polícia encontrou milhares de arquivos de pornografia infantil em computador dele na casa paroquial em que morava em 2017. Michels era diretor do Colégio Murialdo, de Porto Alegre, e presidente da Associação Protetora da Infância, à qual pertence a escola. A congregação, que tem sede em Caxias, faz trabalho dedicado a crianças e adolescentes em situação de risco.
(A reportagem é de BRUNO MEZZOMO)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios