Matou uma motorista de aplicativo porque ela não quis fazer sexo com ele

Goiânia – Parislon Lopes dos Santos matou a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira após a vítima se negar a ter uma relação sexual com ele. À polícia, ainda disse que estuprou a mulher depois de matá-la. Vanusa era técnica em enfermagem e motorista nas horas vagas.

Na noite do crime, Parsilon esteve com a dupla Zé Luccas e Matheus – da qual ele se apresentava como empresário, mas não chegou a assinar contrato para um show.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios