Deu rolo até no Sindicato dos Médicos do RS

Paulo Argollo Mendes e Marcelo Marsillac disputam comando da entidade médica

Áudio aponta para 
desvio de 2 milhões
A eleição para a direção do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) virou caso de polícia tudo por causa da divulgação (na internet) de conversas gravadas clandestinamente na sala da presidência, nas quais são citados o suposto desvio de 2 milhões e a possibilidade de o sindicato abrir empresa para investir na compra de campo e criação de gado.

“Conversas manipuladas” 
Nos áudios, as vozes do médico presidente Paulo de Argollo Mendes e do advogado Ricardo Cunha Martins, que presta assessoria. Mendes está no comando há 20 anos e agora se afastou, mas segue como candidato à presidência. Ele afirma que ex-participantes da entidade formaram uma chapa de oposição e começaram a denegrir a reputação da entidade”. Ele sustenta que as conversas divulgadas foram manipuladas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios