Anderson Flores comenta sobre violência nas escolas

“Quantas crianças, jovens, adultos e idosos, precisarão morrer vítimas da violência e da criminalidade, para que nossos governantes e a sociedade, abra os olhos para a triste realidade que encontramos em nosso país? Certamente até o final do mês, o assunto ainda será o massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro de Realengo, no Rio de Janeiro, o que ainda irá gerar muitas discussões sobre o assunto.

A partir daí Muitos especialistas apresentarão possíveis soluções para o problema da falta de segurança nas escolas. Tudo sem grandes questionamentos sobre a sociedade em si, sobre o modelo de ensino e mesmo sobre o irrestrito porte de armas. Nos EUA as chacinas se repetem e, da mesma forma, pouco é questionado sobre os reais motivos, sobre a estrutura da sociedade e sobre algo que hoje finalmente vem sendo tratado como um problema generalizado, o bullying. Prática comum e que muitos pensavam restrita aos EUA, começou a ser vista mais profundamente no Brasil depois de vários”.
Anderson Bittencourt Flores, policial militar

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Mensagem para que o visitante desative o bloqueador de anuncios